/

lyrics

(Bruno Faleiro e João Guilherme Dayrell)

O impossível é o que eu mesmo vi
O absurdo que se pôs entre nós
Pra você é tão natural
Ainda que morra uma parte de mim

Procurar onde reside a culpa
É atrapalhar o meu andar
e é natural que eu queira ver
Uma história com o pior dos fins

E eu estranho as ruas em que eu morei
Estrangeiro o país em que me criei

É inerente todo o sofrer
Não me envergonho de tê-lo aqui
e nao importo em me esconder
Legitima a razão em mim

Se calam as palavras
Eu tenho nojo de pensar
E lembrar que eu acreditei
Que era possível acreditar

E eu estranho as ruas em que eu morei
Estrangeiro o país em que eu me criei

credits

from A Tradicional Família Mineira, released July 7, 2009

tags

license

all rights reserved

about

Colorido Artificialmente Belo Horizonte, Brazil

contact / help

Contact Colorido Artificialmente

Streaming and
Download help